Nem só de "records" se faz um campeão!

IMG-20210712-WA0029 Hres.jpg
IMG-20210712-WA0030 Hres.jpg
IMG-20210704-WA0027 -Hres.jpg
Juliana Julieta - "...a visita de uma amiga", Madeira, 2021
Juliana Julieta - "Ronaldo chamado ao corredor da Coragem", 19/06/2021
view of the artist Juliana Julieta - "Ronaldo chamado ao corredor da Coragem", 19/06/2021

Arte e política em trânsito, ativismo e trans-formação

Speak for Human Rights: Cristiano Ronaldo, Lgbtqi+ rights = Human Rights

  • Nem só de "records" se faz um campeão!

Cristiano Ronaldo, Lgbtqi+ rights = Human Rights, Proud month, UEFA, Euro2020, Hungary punishment and a Call For Courage!

 

Este projecto surgiu como resposta à “Neutralidade” da Seleção Portuguesa e do Governo Português, perante o pacote legislativo aprovado pela Hungria, no dia 15 de Junho de 2021, ao mesmo tempo que Portugal ganhava à seleção húngara de futebol, no Euro 2020. Este pacote censura o acesso à comunicação, educação sexual e acesso a conteúdos lgbtqi+ aos menos de 18 anos: são leis anti Direitos Humanos e movimentos contra a Democracia na União Europeia e no Mundo.

Para a Marcha do Orgulho que decorreria em Lisboa no dia 19 de Junho de 2021, criei um cartaz com a mensagem que enviei via Instagram ao Cristiano Ronaldo (CR7, capitão da seleção portuguesa de futebol no Euro 2020 e “Melhor Jogador de Futebol do Mundo”.

- Cartaz: Intitulado “Ronaldo chamado ao corredor da Coragem”, este cartaz é um apelo a que esta figura altamente mediática - e assim, com grande poder de mudança de mentalidade e atos – para que se pronuncie “em defesa dos direitos lgbt+”, em defesa do “nosso direito de Existir e Amar”. Um apelo “Por um mundo melhor!”, até hoje sem qualquer resposta.

Este poder enquanto figura mediática de grande visibilidade e capacidade de impulsionar mudanças foi notório no vídeo viral, antes do jogo em Budapeste, onde Ronaldo troca a Coca-Cola por Água, verbalizando: “Água”[1]. Após este ato a Coca-Cola perdeu perto de 4 mil milhões de dólares (cerca de 3,3 mil milhões de euros) na bolsa[2].

Imaginemos o impacto que teria em crianças e adultos a sua resposta a este apelo em pronunciar-se em defesa dos direitos lgbt+, Direitos Humanos não mercantilizáveis, não capitalizáveis. Nada aconteceu. Imaginámos, mas temos de agir!

Após a eliminação de Portugal do Euro 2020 e à nunca mencionada conversa por parte da Selecção, propus a várias associações Lgbt+ portuguesas, que quisessem apoiar esta minha ação, a doarem-me uma bandeira lgbtqia+ com destino a ser pendurada na estátua de Cristiano Ronaldo em frente ao seu museu e hotel na Madeira, que recebe grande afluência turística. Apenas uma respondeu e me encaminhou à organização madeirense. Ao fim de vários contactos e reuniões, nenhuma entidade madeirense se quis juntar à causa.

- Happening/ Ação: No dia 6 de Julho de 2021 executei a minha intervenção na já referida estátua do Melhor Jogador do Mundo, com o intuito de não silenciar esta ideia e ação importante, numa Região onde notei após várias conversas, existirem incontáveis pessoas lgbtqia+, que vivem num clima politico de invisibilidade, inação e preservação da comodidade às vezes chamada tradição. Clima este que achei similar a outras experiências que vivenciei em locais distintos do continente português.

 

[1] Vídeo 44 Milhões visualizações no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=xhnpNdCRlE8

Ou: https://www.youtube.com/watch?v=3MY2qbYVlSk

E ainda: https://www.youtube.com/watch?v=sco9n_JTrEM

[2] https://sicnoticias.pt/especiais/euro-2020/2021-06-15-Momento-viral-de-Cristiano-Ronaldo-sai-caro-a-Coca-Cola-d4f1066e

Anne-Marie Fauret (Anne-Marie Grélois)) no filme “Le FHAR” (1971), de Carole Roussopoulos

Anne-Marie Fauret (Anne-Marie Grélois)) no filme “Le FHAR” (1971), de Carole Roussopoulos